Modelos mentais - um aprimoramento necessário?



Qual a melhor oportunidade que a situação atual está trazendo para sua vida?



Você acredita que o foco que escolhemos dar as situações, determinam e criam o mundo que descobrimos e experimentamos?



O mundo é composto por uma infinidade de impressões, de possibilidades, experiências... percebemos, sentimos, compreendemos, interagimos e atuamos nele de acordo com nossos modelos mentais, mapas representativos da realidade, na qual damos significados e sentido à vida.



Os modelos mentais estão associados à forma como a gente vê, representa e interpreta o mundo de forma funcional, simbólica, cognitiva e emocional, está relacionado ao mecanismo do pensamento, a percepção, memória, as representações criadas da realidade. Os modelos mentais guiam os mecanismos cognitivos para gerar explicações, descrições, inferências. São estruturas elaboradas, que conecta informações, envolve um certo grau de sistematicidade e coerência, responsáveis pela maior ou menor capacidade de compreensão e aprendizados que uma pessoa pode ter.



São pressupostos, generalizações, imagens, que foram influenciados pela nossa história de vida, moldados de acordo com as interpretações que tivemos sobre as nossas experiencias, constituem nossas crenças e valores. Os nossos mapas ou modelos mentais são seletivos, filtram informações, direciona nossa energia e atenção aos aspectos que nos interessam, fazem conexão com os modelos que já possuímos.



Nós não nos comportamos sempre de forma coerente com aquilo que dizemos, mas sim de forma coerente com nossos modelos mentais, crenças e valores. Quantas vezes você gostaria de ter agido de maneira diferente, mas agiu da mesma maneira, repetindo um padrão? Os modelos mentais são ativos, moldam nossa forma de agir, condicionam nossos comportamentos, impulsionando ou limitando nossas vidas, sendo nós conscientes ou inconscientes de que eles existem dentro de nós.




Os modelos mentais não são fixos, eles podem ser identificados, estudados e ampliados, com consciência, estabelecendo novas percepções de si mesmo e do mundo.

Para mudar é preciso ter disposição para se abrir para uma nova forma de pensar, observar, questionar-se, gerar “conflitos” internos, novas perspectivas, experiências e possibilidades.



É preciso favorecer este processo, aprimorar-se, trabalhar a compreensão significativa de um conceito, evento, objeto e experiencias. Criar modelos mentais potencialmente inclusivos, pontes cognitivas para apoiar a aprendizagem, buscando por exemplo, analisar as situações do dia-a-dia e criar relações entre si, favorecer a aplicação de novas perspectivas e/ou conhecimentos a diversas situações da vida, buscar diferentes aprendizados na resolução de problemas, etc.



Conforme promovemos modificações ou ampliações nos nossos modelos mentais, formamos um sistema cognitivo que nos capacita compreender significativamente aquilo que nos propomos, como se fossem blocos de construção cognitivos que podem ser combinados e recombinados conforme necessário.



E você, acredita que ampliar seus modelos mentais pode potencializar sua vida? Você acredita que ter a crença de que tudo o que acontece contigo é para te favorecer, para sua evolução, pode ser produtivo? Se sim, de que forma?



Por Laura Oyama

#autoconhecimento #empoderamento #desenvolvimentopessoal #desenvolvimentohumano #consciencia #amor #amorproprio #autotransformação #modelosmentais





3 visualizações
 ecodh.atendimento@gmail.com | BR (+55) 1198152-5303 | ES (+34) 632505410
Rua Benedito da Costa Manso, 210 - Santo Antonio do Pinhal | SP | CEP 12450-000
CNPJ 21.961.783/0001-40